segunda-feira, setembro 11, 2006

11 de setembro e as politicagens

Este foi um final de semana de coração apertado.
Vi alguns documentários sobre o desastre do World Trade Center. Li e-mails tristes de amigas quilteiras de uma lista de discussão norte-americana, uma delas contando que teve um ataque de pânico ontem.

E li artigos de gente que admiro dizendo que talvez o Lula ganhe essas eleições. Aí que meu coração se aperta mais...

O discurso que ouvi desde criança clamava que o PT era o único partido com ética. Mesmo com minha inocência infantil da época, eu sempre soube que o teste maior viria quando eles fossem eleitos. Temos agora um resultado obsceno: nunca se viu tanta maracutaia, tanto roubo. Maluf virou fichinha perto de Lula e seus capangas. Collor não fez um quinto do que Lula e sua quadrilha fizeram, ainda assim Lula não passou por impeachment. E devia! Ele tinha a responsabilidade moral de controlar a ganância de seus pares!

Nosso maior problema é que o Brasil não tem oposição. Durante anos o PT aprendeu a ser oposição e, agora que é governo, os outros partidos continuam perdidos, sem tomar as atitudes necessárias para interromper essa sanha de engordar as cuecas com dinheiro.

Bem, vamos esperar a resposta das urnas. Ainda há esperança.

2 comentários:

Andrea disse...

Pois é Lia, infelizmente o Brasil está assim porque muita gente ainda só pensa no próprio umbigo e um saco de feijão. Com relação ao WTC é um marco para todas as injustiças do mundo, vi muitos documentários sobre ele também. Obrigada pela sua visita.

Guinevere disse...

Seu blog esta ótimo!
Quanto ao Terrorismo, tenho uma opinião própria, é claro que não dá para ignorar o que aconteceu WTC ou na escola Breslan, mas terrorismo mesmo é o que acontece diariamente, em portas de hospitais públicos e em guetos esquecidos (favelas) pelos governantes do país.
até a próxima!